O casamento é obra de Deus

Início » Marcos – Estudos » O casamento é obra de Deus
O casamento é obra de Deus

“Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” (Gênesis 2.18).

O casamento foi a primeira instituição criada por Deus. O casamento é o fundamento da família e a pedra angular da civilização. Todavia, em uma sociedade como a nossa, onde casamentos saudáveis ​​tornaram-se a exceção e não a regra, precisamos nos voltar para a Palavra e verificar o que Deus diz sobre a vida conjugal.

Quando você lê Gênesis 2.18, “Não é bom que o homem esteja só…” essas palavras, aparentemente, não fazem sentindo. Porque ao longo do capítulo primeiro de Gênesis, depois de examinar todo o trabalho na criação, Deus declarou seis vezes que tudo era “bom” (Gn 1.10, 12, 18, ​​21, 25, 31). Porém, Gênesis 2.18 é a primeira vez que Deus disse que algo não era bom: “Não é bom que o homem esteja só…”.

Pense nisso por um momento: Adão estava em um lugar maravilhoso. Não havia pecado no mundo e Adão usufruía de perfeita comunhão com Deus. Será que não era suficiente? Não de acordo com Deus! Na avaliação de Deus, o homem precisava de uma companheira. Deus observou que não era bom para o homem ficar sozinho. Assim, o casamento foi a resposta de Deus para a solidão do homem.

Então, o próprio Deus trouxe a solução: “… far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” (Gn 2.18). Quando Deus disse que criaria “uma auxiliadora”, muitas pessoas imaginam alguém para varrer, arrumar a cama, preparar as refeições e, em geral, fazer o trabalho doméstico. Mas esse não é o significado da palavra “auxiliadora”.

Na verdade, a palavra “auxiliadora” refere-se a “alguém que auxilia para que o outro alcance a realização”. É interessante que no Antigo Testamento, a palavra é utilizada frequentemente em referência ao próprio Deus. No Salmo 46, por exemplo, está escrito: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações” (Sl 46.1). A palavra “auxiliadora” é traduzida como “socorro bem presente”, neste contexto, significa “aquele que fornece o que está faltando em outra pessoa”.

Em outras palavras, Deus vai dar ao homem alguém que preencherá o que faltava em sua vida. Da mesma forma, Eva receberá alguém que deverá amá-la e protegê-la durante toda a sua vida.

Portanto, o casamento é obra de Deus. E o plano do Criador é que os casais vivam juntos, felizes e até que a morte os separe. Agora, se Deus não unir, não há casamento. Somente Deus poderia criar algo tão magnífico. Como declarou Willian Shakespeare, “Deus é o melhor fabricante de casamentos”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.